fbpx
Roadie News
Tendência

Após 12 anos afastados, DAVID VINCENT e PETE SANDOVAL, ex-parceiros no TERRORIZER e MORBID ANGEL, se reúnem no I AM MORBID

O baixista e vocalista americano David Vincent e o baterista salvadorenho Pete Sandoval são dois dos nomes mais aclamados e influentes na história do metal extremo. Juntos, eles fizeram história no death metal tocando no Morbid Angel, onde gravaram os seminais álbuns Altars of Madness (1989), Blessed Are the Sick (1991), Covenant (1993) e Domination (1995). No grindcore, a dupla também se tornou referência com o clássico World Downfall (1989), álbum de estreia do Terrorizer. Nos últimos doze anos, a dupla esteve separada musicalmente, porém, para euforia dos headbangers death metallers, no último dia 02 de março Vincent e Sandoval, anunciaram que estão trabalhando juntos novamente.

Sandoval foi recrutado por Vincent para tocar na próxima etapa da “Morbid Fest Tour”, de sua banda I Am Morbid. A turnê teve início no segundo semestre de 2021, ainda com o também ex-Morbid Angel Tim Yeung na bateria, e agora retornará à Europa entre este mês de março e abril. Esse acontecimento será especial para a dupla, já que a turnê celebra os 30 anos do segundo álbum de estúdio do Morbid Angel, o estrondoso Blessed Are the Sick, um dos trabalhos mais respeitados e criativos da história do death metal.

Confira no cartaz as datas da “Morbid Fest Tour 2022”, que terá como bandas convidadas o Belphegor, da Áustria, e o Hate, da Polônia, que divulga seu novo álbum, Rugia, lançado em outubro do ano passado.

Capa de “Blessed Are the Sick”, obra prima do death metal que David Vincent, Pete Sandoval e os guitarristas Trey Azagthoth e Richard Brunelle (falecido em 2019), lançaram em 1991

Vincent teve duas passagens pelo Morbid Angel, a primeira delas durou de 1986 a 1996 e a segunda de 2004 a 2015. Por sua vez, Pete “Commando” Sandoval entrou para o Morbid Angel em 1988 e em 2013 foi oficialmente desligado da banda por conta das dores que sentia nas costas devido a cirurgia a qual se submeteu em 2010 para reparar um prolapso de disco. Um ano antes de sua saída da banda, Sandoval havia se convertido ao cristianismo. Em certa ocasião, por conta de sua convicção religiosa, o baterista foi questionado em uma entrevista se sentia falta de tocar com o Morbid Angel, no que ele respondeu: “Não, não sinto. Não sinto falta. Não sinto falta de nada disso”.

Além de David Vincent e do convocado Pete Sandoval, o I Am Morbid é completado pelos guitarristas Kelly McLauchlin (Pessimist) e o brasileiro Bill Hudson (NorthTale, Doro, U.D.O., Circle II Circle, Vital Remains). Embora esteja celebrando atualmente o álbum Blessed Are the Sick, o I Am Morbid costuma tocar clássicos que o Morbid Angel gravou também em Altars of Madness, Covenant e Domination.

Pete Sandoval e o brasileiro Bill Hudson ensaiando para a “Morbid Fest Tour 2022”, que inicia no próximo dia 24 de março, em Berlim (ALE) | Foto: reprodução

A ROADIE CREW agora tem um canal no Telegram!

Participe para receber e debater as principais notícias do mundo do metal

https://t.me/roadiecrew

Recomendamos Para Você

Fechar
Fechar