fbpx
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

CABAL lança video visualizer do single “If I Hang, Let Me Swing (John Cxnnor Rework)”

POR ASSESSORIA 

Tendo acabado de retornar da etapa europeia de sua turnê principal Magno Interitus, não há descanso para um dos ícones do deathcore dinamarquês CABAL. Hoje a banda lança um novo trabalho de reinterpretação da música ”If I Hang, Let Me Swing”, que viu a banda se associar ao coletivo dinamarquês de techno-industrial JOHN CXNNOR. O resultado dessa colaboração energética vê hoje a luz do dia. Ouça a música aqui:

https://cabal.bfan.link/IIHLMS-RW

O vocalista Andreas Bjulver declara:
“John Cxnnor é um dos nossos atos favoritos na cena dinamarquesa, a maneira como conseguem fechar a lacuna entre a música eletrônica e o metal é verdadeiramente impressionante e, uma vez que já colaboramos com eles em várias faixas, fazer com que eles reinterpretem completamente uma pareceu-nos óbvio. Não poderíamos estar mais felizes com o resultado, esta é a música eletrônica no seu estado mais duro e áspero.”

Assista ao visualizer para ‘If I Hang, Let Me Swing (John Cxnnor Rework)’:

‘If I Hang, Let Me Swing (John Cxnnor Rework)’ foi retirada do último álbum da banda, Magno Interitus, que foi lançado em 21 de outubro pela Nuclear Blast. O álbum está disponível como Digipack [edição limitada], LP Simples Preto, LP Simples Transparente com Splatter Dourado + Preto [limitado a 500 unidades, exclusivo para pedidos por correio e atacado], LP Simples Transparente com Splatter Vermelho + Preto [limitado a 500 unidades, exclusivo para os EUA], LP Simples Mármore Dourado + Preto [limitado a 300 unidades, exclusivos da loja da banda] e em todas as plataformas de streaming.

Compre Magno Interitus aqui:
https://cabal.bfan.link/magno-interitus.ema

CABAL é uma das atuações pesadas mais brutais e promissoras vindas de Copenhague, Dinamarca. A banda visa criar uma atmosfera visceral e carregada de desolação tanto em sua música quanto na expressão visual. A produção é cristalina, enquanto a composição busca inspiração em tudo, desde black e death metal até djent e hardcore.

Desde o lançamento de seu álbum de estreia “Mark of Rot” em 2018, a jovem banda conseguiu fazer um nome para si tanto na Dinamarca quanto no resto do mundo, tocando em festivais renomados como Copenhell, Roskilde Festival, Euroblast Festival e Complexity Fest, além de turnês na Europa, Japão e América do Norte.

CABAL lançou o segundo álbum “Drag Me Down” em abril de 2020 – uma descida escura para um inferno pessoal trazido à vida por instrumentais esmagadores, uma atmosfera opressiva e letras pessoais sombrias entregues com intensidade implacável, enquanto ainda deixa espaço para experimentação e expansão do som característico de CABAL. Adicione a isso participações especiais de titãs do metal como Matt Heafy do TRIVIUM, estrelas em ascensão do metalcore Jamie Hails do POLARIS e os queridinhos do Blackgaze dinamarquês MØL’s Kim Song Sternkopf e não há dúvida de que CABAL é uma banda com amigos em todos os cantos da cena metal.

Sobre Magno Interitus
No início do inverno de 2022, CABAL marcou uma nova era com o lançamento de Magno Interitus. O cantor Andreas Bjulver Paarup comentou: “O tema principal do álbum é o grande declínio que acontece ao nosso redor. Parece que tudo está desmoronando nestes dias. Isso se aplica à política, à sociedade em geral, bem como a algumas coisas pessoais. Tentamos traduzir os sentimentos que temos sobre o estado do mundo em música.”

CABAL não está apenas explorando novos territórios com seu som visceral e carregado de desolação, mas também está saindo dos confortos de sua estética assinatura escura, preta e branca, para cores brilhantes inspiradas na última obra-prima de Ari Aster, ‘Midsommar’. Flores, vinhas e inquietantes rainhas do maio cultistas estão entre os novos elementos visuais que definem a estética de Magno Interitus.

Andreas, que é o diretor de arte e letrista da banda, está entusiasmado com a nova direção do álbum: “Temos um tipo de som base, nosso lar seguro. A partir daí, podemos experimentar e tentar algo novo. Em Magno Interitus realmente saímos da nossa zona de conforto e fomos mais fundo nos detalhes e extremos do que nunca antes. Você pode ouvir isso na faixa-título, bem como na abertura ‘If I Hang, Let Me Swing’ ou em ‘Exsanguination’. Essas são as minhas três favoritas pessoais no álbum no momento.”

Mais uma vez, CABAL trouxe algumas participações extraordinárias no álbum, como Joe ‘Bad’ Badolato do Fit For An Autopsy em Magno Interitus, bem como Simon Olsen da banda dinamarquesa BÆST na faixa “Insidious”. Desta vez, CABAL também experimentou com um formato completamente diferente, convidando o duo industrial sombrio ‘John Cxnnor’ para co-criar a faixa muito única “Blod af Mit”.


CABAL é:
Andreas Bjulver Paarup – Vocais
Christian Hammer Mattesen – Guitarras
Chris Kreutzfeldt – Guitarras
Lui Broch Larsen – Guitarras
Dennis Hursid – Baixo
Nikolaj Kaae Kirk – Bateria

Siga o canal “Roadie Crew” no WhatsApp:

https://whatsapp.com/channel/0029VaDAMivHQbSBJR6hmy45

Foto: Christoffer Rosenfeldt
Compartilhe:
Follow by Email
Facebook
Twitter
Youtube
Youtube
Instagram
Whatsapp
LinkedIn
Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS

EXCLUSIVAS

ROADIE CREW #280
Maio/Junho

SIGA-NOS

45,1k

57k

17,3k

991

22,7k

Escute todos os PodCats no

PODCAST

ROADIE SHOP

SIGA-NOS

Cadastre-se em nossa NewsLetter

Receba nossas novidades e promoções no seu e-mail

Copyright 2024 © All rights Reserved. Design by Diego Lopes

plugins premium WordPress