fbpx
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

CHRIS SLADE

Em que pese a carreira extensa e produtiva com Tom Jones, Toomorrow, Manfred Mann’s Earth Band, Frankie Miller, Uriah Heep, Gary Numan, The Firm (com Jimmy Page e Paul Rodgers), Asia e outros, o baterista galês Chris Slade ganhou considerável notoriedade quando integrou umas das maiores bandas de Rock da história: AC/DC. Isto ocorreu no final da década de 80, quando o baterista gravou o consagrado “The Razors Edge” (1990), cujos hits “Moneytlaks” e “Thunderstruck” ganharam grande exposição no Brasil juntamente com a chegada da MTV Brasil.

Com esse currículo, Chris Slade chegou a São Paulo na última sexta feira, 21 de dezembro, para apresentar ao público os principais sucessos da carreira do AC/DC. O baterista contou com apoio da banda Rising Power, de Campinas (SP), que tem suas linhas vocais de Fabiano Drudi (Slippery), o guitarrista Vulcano (Hellish War), além de Ricardo Costa no baixo e Ricardo Peewee incorporando verdadeiramente o icônico guitarrista Angus Young.

Chris mostrou sobre o palco do tradicional Blackmore Bar toda sua vitalidade e energia a cada música, fazendo o público que tomava toda a casa, na sua quase totalidade fãs inveterados do AC/DC, agitar e vibrar o tempo todo. O show foi repleto de clássicos, nos quais Slade pôde apresentar toda sua qualidade técnica e destreza com as baquetas que, obviamente, o levaram a integrar o AC/DC. Infelizmente, e por incrível que pareça, um dos pontos baixos do show foi exatamente durante seu solo de bateria, que acabou soando muito aquém do que todo o resto do espetáculo.

Após a primeira parte que contou com muitos clássicos como “TNT”, “Back in Black”, “Hells Bells”, entre outras, o bis contou com uma surpresa a mais. A vocalista Cynthia Mara (Pleiades) subiu ao palco para cantar “Highway to Hell”, entoando seu próprio estilo sem querer parecer um cover do AC/DC. Assim, acabou levando o público ao delírio e respeitosos elogios pela sua voz agressiva e impactante.

O show foi encerrado ao som de “Let There be Rock”, finalizando um ano repleto de grandes eventos e presenças internacionais de peso nos palcos paulista

Set list:
Dirty Deeds Done Dirt Cheap
Shot Down in Flames
Girls Got Rhythm
Back In Black
TNT
Moneytalks
Hell ain’t a Bad Place to Be
Hells Bells
You Shook me all Night Long
Chris Slade Solo
Thunderstruck
Riff Raff
High Voltage
Whole Lotta Rosie
Highway to Hell (com Cynthia Mara nos vocais)
Let There be Rock

 

Compartilhe:
Follow by Email
Facebook
Twitter
Youtube
Youtube
Instagram
Whatsapp
LinkedIn
Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS

EXCLUSIVAS

ROADIE CREW #279
Março/Abril

SIGA-NOS

45k

57k

17,3k

989

22,6k

Escute todos os PodCats no

PODCAST

ROADIE SHOP

SIGA-NOS

Cadastre-se em nossa NewsLetter

Receba nossas novidades e promoções no seu e-mail

Copyright 2024 © All rights Reserved. Design by Diego Lopes

plugins premium WordPress