fbpx
Roadie News
Tendência

DAVID ELLEFSON, JEFF YOUNG e CHRIS POLAND concluem turnê de íntegra de primeiros álbuns do MEGADETH

No último dia 15 de outubro, os ex-integrantes do Megadeth David EllefsonJeff Young e o (convidado) Chris Poland concluíram a mini-turnê americana “The MEGA Years”, pela qual se apresentaram sob a alcunha de Kings of Thrash. Nesse curto giro pelas cidades de San Diego, Phoenix, Las Vegas e West Hollywood, Ellefson Young tocaram na íntegra os álbuns Killing is My Business… And Business is Good! (1985) e So Far, So Good… So What! (1988). No bis, a dupla brindou os fãs presentes com algumas músicas do segundo álbum do Megadeth, o clássico Peace Sells… But Who’s Buying? (1986). Para essa mini-turnê, o Kings of Thrash contou também com o reforço do vocalista e guitarrista Chaz Leon e do baterista peruano Fred Aching (BulletboysBillyBio e Powerflo).

Os shows do Kings of Thrash abriam com a íntegra do álbum So Far… So Good, So What!, único de Jeff Young no Megadeth. Interessante que o grupo utilizou em cada apresentação a mesma introdução mecânica que o Megadeth usou na turnê desse que é o terceiro álbum de estúdio da banda capitaneada por Dave Mustaine. Na sequência, o grupo mandava nos shows a íntegra do debut Killing is My Business, e Chris Poland participava de algumas músicas e voltava para tocar o bis completo.

Assista abaixo o vídeo feito por um fã com boa parte do penúltimo show do Kings of Thrash, realizado no The Space, em Las Vegas, no dia 14 de outubro:

Veja também o vídeo divulgado em setembro pela banda, com o primeiro ensaio feito para a turnê “The MEGA Years”:

Ainda não se sabe ao certo se o Kings of Thrash terá ou não continuidade. No entanto, no último mês de junho, David Ellefson revelou ao The Neurotic Guitarist que está trabalhando com Jeff Young em algumas novas músicas.

Sobre Chris Poland

Chris Poland esteve no Megadeth nos dois primeiros álbuns, Killing is My Business… And Business Is Good! e Peace Sells… But Who’s Buying? (1986). Em 1990, Poland foi novamente recrutado pelo líder do Megadeth Dave Mustaine para ajudá-los com as demos do quarto álbum da banda, Rust in Peace. Em 2004, Poland foi novamente contratado por Mustaine para gravar alguns solos no álbum The System Has Failed.

Jeff Young

O guitarrista teve vida curta no Megadeth. Ele entrou na banda justamente para ocupar a vaga que antes pertencia a Chris Poland. Young gravou apenas o mencionado terceiro álbum do MegadethSo Far, So Good… So What! e, assim como Poland, foi demitido do Megadeth por sua relação conturbada com Dave Mustaine. Um fato curioso é que Young chegou a tocar e a namorar com a talentosa e mundialmente respeitada cantora e violonista brasileira Badi Assad.

David Ellefson

Ellefson foi o membro que mais tempo esteve envolvido com o Megadeth. Em seu primeiro período na banda, entre 1983 a 2002, o baixista gravou nove álbuns de estúdio e ainda estava presente quando Dave Mustaine anunciou o fim do grupo devido à uma lesão em um de seus braços, a qual o médico lhe afirmou que ele não conseguiria mais voltar a tocar guitarra. Recuperado, Mustaine reformulou e reativou o Megadeth, e não incluiu Ellefson, que havia lhe processado (e perdido), requerendo uma quantia de alguns milhões de dólares. Após retornar ao grupo em 2010, Ellefson passou mais onze anos na banda e gravou outros três álbuns de estúdio, sendo o último Dystopia, de 2015. Ellefson chegou a gravar todas as linhas de baixo do novo álbum do MegadethThe Sick, The Dying… And The Dead!, no entanto, após ser demitido mediante à polêmica a qual se envolveu por vídeos íntimos seus enviados à uma suposta fã finlandesa, Mustaine contratou Steve DiGiorgio, do Testament, para refazer tudo o que o baixista já havia deixado gravado.

A ROADIE CREW agora tem um canal no Telegram!

Participe para receber e debater as principais notícias do mundo do metal

https://t.me/roadiecrew 

Recomendamos Para Você

Fechar
Fechar