fbpx
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

GEEZER BUTLER: “TONY MARTIN é um ótimo vocalista”

Dupla trabalhou junta em "Cross Purposes", álbum lançado há 30 anos, criado a partir de ideias que seriam usadas em um álbum solo de Butler

Você já parou para pensar que entre várias mudanças de formação que o Black Sabbath teve em sua carreira, apenas em um disco da banda o baixista Geezer Butler e o vocalista Tony Martin estiveram juntos? Foi em Cross Purposes, álbum lançado há exatos 30 anos. Em recente entrevista para Full Metal JackieButler falou de sua breve experiência ao lado de Martin no Sabbath.
 
“Houve apenas um álbum que eu fiz com Tony Martin, ressaltou. “Foi – Deus, eu nem consigo me lembrar – é chamado Cross PurposesTony Martin é um ótimo vocalista, e foi bom trabalhar com ele”
 
Butler falou do comportamento de Martin durante o processo de criação de Cross Purposes, e revelou que muito do que se ouve no álbum foi originalmente composto por ele para o que seria um álbum solo seu.
 
“Não havia grandes egos ou algo assim. Ele se dedicava quando necessário. E esse foi um bom álbum para mim porque metade dele foi provavelmente escrita por mim – a parte musical. Fui até a casa do Tony (Iommi, guitarrista) um dia e toquei todas essas músicas para ele, porque eu estava fazendo um projeto solo na época. E eu tinha toneladas de material. Fui até a casa do Tony e toquei algumas das coisas que eu estava compondo e ele gostou muito de várias delas. Então, acho que metade acabou no álbum”.
 
No último dia 31 de maio, a gravadora Rhino lançou o box set Anno Domini 1989-1995, contendo as gravações do Black Sabbath da era Tony Martin. Originalmente, Cross Purposes foi lançado no dia 31 de janeiro de 1994, através da I.R.S. Records. Décimo sétimo álbum de estúdio da banda, Cross Purposes marcou o retorno de Martin (para o lugar de Ronnie James Dio), que já havia gravado os álbuns The Eternal Idol (1987), Headless Cross (1989) e Tyr (1990). 
Tony Martin, Bobby Rondinelli, Tony Iommi e Geezer Butler em frente ao Tower Theater, em Upper Darby, Penn, em 18 de fevereiro de 1994. Meses depois – e com outra formação -, o Black Sabbath veio ao Brasil pela turnê de “Cross Purposes” | Foto: AP Photo/George Widman

Para divulgação de Cross Purposes, o Black Sabbath retornou ao Brasil em agosto de 1994, para uma apresentação única e histórica na edição de estreia do festival Monsters of Rock. Dois anos após sua estreia no país, quando da divulgação do álbum Dehumanizer, o Sabbath voltou reformulado ao Brasil, sem Ronnie James Dio Vinny Appice, agora com Geezer Butler Tony Iommi acompanhados por Tony MartinGeoff Nicholls (teclado) e sem Bobby Rondinelli, que foi quem gravou Cross Purposes, mas sim pelo baterista original, Bill Ward, que estava de volta à banda dez anos após deixá-la. Essa reunião do Sabbath com Bill Ward pegou o público brasileiro de surpresa, que naquela edição assistiu também shows de KISSSlayerSuicidal TendenciesViperDr. SinAngra Raimundos.

Depois de Cross PurposesTony Martin ainda gravaria mais um álbum com o Black SabbathForbidden, de 1995.

 

Black Sabbath em São Paulo em 1994, com Bill Ward na bateria
Siga o canal “Roadie Crew” no WhatsApp:

https://whatsapp.com/channel/0029VaDAMivHQbSBJR

Compartilhe:
Follow by Email
Facebook
Twitter
Youtube
Youtube
Instagram
Whatsapp
LinkedIn
Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS

EXCLUSIVAS

ROADIE CREW #280
Maio/Junho

SIGA-NOS

46,8k

57k

17,3k

987

22,8k

Escute todos os PodCats no

PODCAST

ROADIE SHOP

SIGA-NOS

Cadastre-se em nossa NewsLetter

Receba nossas novidades e promoções no seu e-mail

Copyright 2024 © All rights Reserved. Design by Diego Lopes

plugins premium WordPress