fbpx
Releases CDs & DVDs

LABORATORI – DÍVIDAS, TRETAS, MUITA PERSEVERANÇA E POUCO DOM [8,5/10]

INDEPENDENTE - NAC.

O título do álbum coloca um bocado de coisas na cabeça de quem o lê, mas ao mesmo tempo diz muito sobre aquilo que você encontrar ao longo das dez faixas que fazem parte do mais recente trampo dos paulistanos do Laboratori. Dívidas, Tretas, Muita Perseverança e Pouco Dom já chama atenção pela quantidade de palavras, como se fosse uma deixa para a quantidade de elementos que estão inseridos no caldeirão musical do quarteto: rock, metalcore, hardcore, rap, nu metal, crossover, thrash… Tudo com muito bom gosto, dosagens certeiras de peso e melodia da guitarra de Wecko e uma cozinha para lá de versátil, cadenciada e groovada do baixista Mounir e do baterista Jean Forrer. Além disso, cada palavra do título permeia os temas abordados pelo grupo, tendo o vocalista Chili como porta-voz. Ou seja, prepara-se para uma viagem com muitos nós (e reflexões) na cabeça e fortes indícios de torcicolos ao fim de cada audição.

Gravado, mixado e masterizado por Rogerio Wecko no estúdio Dual Noise (SP), o sucessor do EP Nóis Por Nóis (2020) exibe em seu cartão de visitas, Black Mamba (São Poucos Pra Chamar de Irmão), uma síntese do que foi mencionado anteriormente. Com muito peso e cadência e conduzido pelos vocais ríspidos de Chili, pavimenta o caminho para o segundo ato, Você Vale o que Tem, que emerge com um baixão na cara e participação de Mi Vieira (Gloria), dando uma incrementada no som.

Os versos “Pros de terno é só festa/ Copo cheio de conversa/ Fode a veia da testa e um lixo boy foi/ Pra quem não presta você vale o que tem/ Falam de amor mas nunca amaram ninguém” funcionam como compêndio lírico de boa parte do álbum, dando um “alô” para o single Bonde dos Falador, que conta com clipe e se destaca pela guitarra de Wecko, com permissão para transitar do metal para o hardcore e fazendo o caminho inverso.

Sangue de Luta possui uma vibe que flerta com Charlie Brown Jr., sobretudo na condução dos vocais e na linha lírica, soando como uma balada. Mesmo assim, a marca do Laboratori está lá, assim como Mil Fitas, a seguinte e que é quase uma continuidade da quarta faixa. Nesta quinta canção do disco, a adição dos vocais de Karina Menascé (Allen Key e Mercy Shot) e do rapper Nego Max funciona muito bem. Por sinal, que baita interpretação de Karina, principalmente no finalzinho da música!

Depois, temos Fé no Corre em Tempos Ruins, um hardcore direto e melódico, com pouco mais de um minuto de duração, precedendo Sei Quem Sou, com ênfase nos riffs de metal e novamente na cozinha pesada. Por sua vez, Comunicado 3 é uma releitura de uma música lançada em 2019, antes com bateria e voz e agora com o acréscimo de baixo e guitarra.

Chiss traz um lado mais versátil, com mudanças na estrutura e no andamento da composição, enquanto Frios Demais encerra com muita melodia um álbum concebido com “muita perseverança”, como seu título atesta, e que aponta para um caminho promissor para a banda.

Edições avulsas, assinatura física e digital em www.roadiecrew.com/roadie-shop

Recomendamos Para Você

Fechar
Fechar