fbpx
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

MERCYFUL FATE não tiraria Mike Wead para volta de Michael Denner, diz King Diamond

Após entrar em hiato no ano de 1999, o MERCYFUL FATE retomou atividades de vez duas décadas depois, em 2019. Porém, um dos integrantes da formação clássica não estaria envolvido: o guitarrista Michael Denner, fora desde 1996, teve sua vaga ocupada mais uma vez por Mike Wead, também integrante da banda solo do vocalista King Diamond.

Por que Denner segue ausente da formação que, inclusive, encerrou a edição 2024 do festival Summer Breeze Brasil com um show bastante elogiado? Em entrevista a Daniel Dutra para a edição 279 da Roadie Crew (clique aqui para comprar), o próprio King respondeu a essa pergunta da seguinte maneira:

“Uma das coisas que preciso dizer é que não se trata de uma reunião do Mercyful Fate. Nunca foi, e Michael estaria presente se fosse uma reunião, mas teríamos que demitir o Mike. Por que faríamos isso? Ele é um dos melhores guitarristas com quem já toquei, então seria ridículo dispensá-lo!”

O cantor também deixou claro não se importar com opiniões negativas a respeito da continuidade de Wead na formação. Ele disse:

“Há muita gente por aí que não sabe o que acontece nos negócios da banda, e não tem mesmo como ou por que saber, por isso não entende o que se passa, não sabe quem faz todo o trabalho. Existem muitos fatores que desempenham um papel nessa questão, e não poderíamos chutar o Mike para fora simplesmente para o Michael voltar. Jamais! Sei que tem gente que fica p#to com isso, mas que se dane. Eu não estou nem aí!”

Foto: Bel Santos / Roadie Crew

A única substituição no Mercyful Fate

King Diamond também relembrou a ausência de Timi Hansen, baixista que saiu do MERCYFUL FATE em 1993 e não envolvido com a reunião porque, à época do anúncio, lutava contra um câncer que acabou tirando sua vida em 4 de novembro de 2019 — uma semana após seu 61º aniversário. Nesta nova etapa, a vaga foi assumida de imediato por Joey Vera (ARMORED SAINT), que se retirou em 2024 e deu lugar a Becky Baldwin.

“Nós só substituímos Timi porque ele se foi, então foi a única alteração na banda desde o 9 (álbum de 1999), desde a última vez que demos uma pausa na banda. As pessoas podem falar, reclamar, o que for, mas eu não tenho tempo para isso. Não jogo esse tipo de jogo. Sou muito ocupado, e nós fazemos o que tem que ser feito, que é a melhor versão que já existiu do Mercyful Fate. Esse é o jeito que a banda foi destinada a ser, e não tem nada contra o Michael ou o Timi, que é um dos meus dois baixistas favoritos, além de ter sido um dos meus melhores amigos.”

Por fim, o frontman compartilhou algumas lembranças emotivas sobre Hansen.

“Nós dividíamos quartos no início do grupo, ele tocou comigo na banda King Diamond, e eu fui provavelmente a última pessoa com quem ele falou, um ou dois dias antes de morrer. Conversei com a filha dele depois disso, temos um bom relacionamento… Olha, foi muito trágico, muito triste. Tão triste que não consigo apagar a conversa de duas horas que tivemos por telefone. Simplesmente não consigo. Nós éramos realmente muito amigos. Na última vez que tocamos como King Diamond na Dinamarca, em 2019, no KB Hallen, onde eu assisti ao meu primeiro show, em 1971, eu, minha esposa e nosso filho fomos ao apartamento do Timi. Ele nos acompanhou até o KB Hallen, assistiu à passagem de som e retornou à noite para o show, embora não tenha ficado a noite toda, porque se sentiu cansado. Eu nunca vou esquecer disso. Foi a última vez que nos vimos.”

O que dizem Michael Denner e Hank Shermann

Em entrevista de 2020 a Marcelo Vieira, para o site Metal na Lata, Michael Denner disse que sua ausência da formação atual do MERCYFUL FATE se deu em função de um “pequeno desentendimento” com King Diamond. Ele afirma:

“Sei exatamente por que fiquei de fora. King e eu tivemos um pequeno desentendimento há alguns anos, que nunca foi resolvido, então esse é o resultado. É claro que me sinto triste por estar de fora, principalmente pelos fãs, mas, honestamente, eu não sabia sobre essa reunião até dois dias antes do anúncio oficial. Um detalhe que me deixou muito zangado foi terem chamado de reunião da formação original, mas pensando bem, por que dividir [o dinheiro] por três quando você pode dividir por dois?”

Por sua vez, Hank Shermann disse ao mesmo jornalista, mas em entrevista ao site IgorMiranda.com.br, que desconhece o mencionado desentendimento. Sobre a ausência do ex-colega, o guitarrista explicou:

“Ele não é tão dedicado como músico quanto eu e King somos. Foram anos e anos com o [projeto] DENNER-SHERMANN, gravando todas as músicas sozinho, criando todas as músicas sozinho e tudo mais. Michael não tem como se dedicar tanto assim, o que é muito compreensível porque ele tem esposa, filhos e uma loja de discos em Copenhague. Então, por todos esses motivos, optamos por deixá-lo de fora de qualquer plano do MERCYFUL FATE. Mike Wead está disposto a viajar, a fazer o que for necessário. E não tenho certeza se Michael pensaria dessa forma. Então, não queríamos lidar com isso. Além disso, Michael pode dizer o que quiser sobre não ter sido chamado; o que quer que ele diga, não é como pensamos.”

A edição 279 da Roadie Crew pode ser adquirida clicando aqui.

Compartilhe:
Follow by Email
Facebook
Twitter
Youtube
Youtube
Instagram
Whatsapp
LinkedIn
Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS

EXCLUSIVAS

ROADIE CREW #280
Maio/Junho

SIGA-NOS

45,3k

57k

17,3k

990

22,7k

Escute todos os PodCats no

PODCAST

ROADIE SHOP

SIGA-NOS

Cadastre-se em nossa NewsLetter

Receba nossas novidades e promoções no seu e-mail

Copyright 2024 © All rights Reserved. Design by Diego Lopes

plugins premium WordPress