fbpx
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

Por pressão dos fãs, JUDAS PRIEST volta atrás em sua decisão e seguirá como quinteto ao vivo

No dia 11 de janeiro, o Judas Priest pegou a todos de surpresa ao anunciar que retomaria a turnê “50 Heavy Metal Years”, só que como quarteto. O gigante britânico informou que o guitarrista Andy Sneap se concentraria apenas na produção do sucessor do álbum Firepower, de 2018. Por sua vez, Sneap, que nos últimos anos vinha cobrindo a ausência de Glenn Tipton – afastado dos palcos por conta do mal de Parkinson -, se manifestou através do Blabbermouth, dizendo-se desapontado, embora compreendesse a decisão da banda (saiba mais). A notícia causou comoção e em apoio a Sneap muitos fãs reclamaram nas redes sociais da banda. Até mesmo Gary Tipton, teceu críticas sobre a ausência do substituto de seu irmão na turnê: “Priest quarteto? Um grande erro, além de muito injusto com Andy Sneap, que trabalhou tanto em um prazo muito curto quando Glenn anunciou que não seria mais capaz de fazer uma turnê completa. As músicas da banda precisam daquela guitarra base ao fundo, além do ataque duplo. Essas observações são puramente minhas e não discuti isso com Glenn ou com qualquer outra pessoa. Antes de continuar, acho que seria uma boa ideia repensar, dizer que um erro foi cometido e pedir a Andy para ficar”. E foi praticamente isso o que aconteceu agora…

Passado alguns dias, motivado pela pressão sofrida, o Judas Priest repensou sua decisão e assim Rob Halford, Ian Hill, Scott Travis, Richie Faulkner e, eventualmente, Glenn Tipton (fazendo participação), continuarão sim caindo na estrada em companhia de Sneap.

Disse a banda em comunicado no último sábado, 15 de janeiro.

“Olá metal maniacs… Dado tudo que rolou após o nosso recente anúncio, decidimos de forma unânime continuar com nossos shows sem nenhuma mudança, com Rob, Ian, Richie, Scott, Andy e Glenn se juntando sempre que puderem. Então, nos vemos em breve para celebrarmos juntos 50 anos de heavy metal do Judas Priest”.

A próxima turnê do Priest marcará o retorno aos palcos do guitarrista Richie Faulkner, que no final de setembro de 2021, precisou ser internado com urgência e passar por cirurgia cardíaca no Heart & Lung Center (localizado a quatro milhas de distância do local do show), após sofrer um aneurisma da aorta durante a parte final do show da banda pelo festival “Louder Than Life”, em Lousville (EUA). (Leia).

Em novembro passado, o Judas Priest confirmou as datas da turnê norte-americana “50 Heavy Metal Years” para os meses de março e abril deste ano, tendo o Queensrÿche como banda de abertura.

Quanto ao mencionado próximo álbum do Judas Priest, em março passado Rob Halford antecipou que será dirigido pela mesma equipe de produção de Firepower: o colaborador de longa data Tom Allom e o engenheiro Mike Exeter (Black Sabbath), além, é claro, de Sneap, na produção. Em agosto último, o baixista Ian Hill disse ao programa americano de rádio The Five Count que o álbum não deverá sair antes de 2023. “Durante todo o próximo ano (2022) estaremos em turnê até o outono, pelo menos. (…) Talvez no ano posterior – dê um pouco de espaço para respirarmos. Mas, sim, é possível – é possível no final de 2022. Mas, se não der (para lançar), será em 23”. No início do mês seguinte, Richie Faulkner disse à revista Guitar World que ele e seus colegas de banda “enfrentaram alguns desafios com horários devido à pandemia” e não conseguiram se reunir e trabalhar em novas músicas. “Queríamos manter a mesma dinâmica de Firepower  quando todos nos reunimos, tocamos as músicas em pré-produção antes de gravá-las”, disse ele. “Obviamente, não conseguimos fazer isso nos últimos 18 meses por causa da pandemia. Então, nós temos uma tonelada de coisas escritas e uma tonelada de músicas quase prontas para serem lançadas. Nós só precisamos nos reunir e começar a tocar juntos e ‘cortar a gordura’, como dizem. Você tem uma noção disso quando tocamos juntos – você tem uma sensação de ‘precisamos de um pouco mais aqui’ ou ‘precisamos cortar um pouco ali’. Apenas para afiar essas músicas e dar à elas os últimos 20 por cento. Então, uma vez que conseguirmos fazer isso, podemos entrar em uma sala juntos, tocá-las, cortar a gordura e gravá-las. Mas nós temos um monte de músicas que estão prontas para serem lançadas e elas soam fantásticas. Nós só queremos colocá-las corretamente e liberá-las para o mundo. Então, não posso dar uma data, mas assim que pudermos, entraremos em estúdio e começaremos a trabalhar no álbum”.

Edições avulsas, assinatura física e digital.

Conheça a nossa Roadie Crew Shop – acesse www.roadiecrew.com/roadie-shop

Apoie nosso jornalismo com uma contribuição de qualquer tamanho.
Seu apoio ajuda a continuarmos melhorando o conteúdo do site com entrevistas exclusivas, resenhas de shows, notícias e artigos. Toda contribuição, por maior ou menor que seja, é muito valiosa para nós. Clique em Doações

Compartilhe:
Follow by Email
Facebook
Twitter
Youtube
Youtube
Instagram
Whatsapp
LinkedIn
Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS

EXCLUSIVAS

ROADIE CREW #279
Março/Abril

SIGA-NOS

45k

57k

17,3k

989

22,6k

Escute todos os PodCats no

PODCAST

ROADIE SHOP

SIGA-NOS

Cadastre-se em nossa NewsLetter

Receba nossas novidades e promoções no seu e-mail

Copyright 2024 © All rights Reserved. Design by Diego Lopes

plugins premium WordPress