fbpx
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

SEPULTURA: assista como foi o show de estreia, completo, de BRUNO VALVERDE no lugar de ELOY CASAGRANDE

Na velocidade da luz, o Sepultura precisou correr atrás de um baterista para os últimos três shows de sua turnê pela América do Norte, na qual divulga o seu mais recente álbum, Quadra, que foi lançado no início de 2020, pouco antes do início da pandemia do novo coronavírus. No último domingo (03), em mais um show com abertura do Sacred Reich, Crowbar e Art of Shock, Eloy Casagrande sofreu uma queda do palco do Rockhouse Bar & Grill, em El Paso, Texas (EUA), e acabou fraturando a perna direita em duas regiões. Por sorte do destino, não foi difícil encontrar alguém que não só tivesse capacidade técnica para segurar a bronca nessa difícil missão de substituir um dos melhores bateristas da atualidade, e profissionalismo suficiente para tirar todas as músicas em um prazo extremamente curto, como também resolver a questão de logística. Residindo atualmente nos Estados Unidos, Bruno Valverde, baterista do Angra e que recentemente fez alguns shows para o projeto Smith/Kotzen, dos guitarristas Adrian Smith (Iron Maiden) e Richie Kotzen (The Winery Dogs, ex-Mr. Big e Poison), foi a solução.

Valverde matou a bola no peito, aceitou o desafio e fez a sua estreia no palco do House of Blues, em San Diego (CA), na última quarta-feira (06). Tirando uma natural escorregadela em uma música ou outra, Valverde se saiu muito bem e em dado momento do show chegou a ser ovacionado pelo público. Ao contrário do que muitos pensavam, Bruno surpreendeu ao abrir mão de tocar usando a sua conhecida técnica de ‘tradicional grip’ (ou pinça, se preferir), mandando ver no modo mais comum no qual os bateristas de rock e metal costumam adotar.

Aliviados da tesão ocasionada pelas circunstâncias, Derrick Green e Andreas Kisser rasgaram elogios a Bruno Valverde no decorrer dessa primeira apresentação. No repertório, a banda mandou clássicos como Refuse/Resist, Territory, Slave New World, Arise, Ratamahatta e Roots Bloody Roots, da época de Iggor Cavalera, Kairos, do álbum de mesmo nome, lançado em 2011, tendo Jean Dollabella atrás dos tambores, e também algumas novas, claro, com Eloy Casagrande na bateria, casos de Means to an End e Agony of Defeat, ambas de Quadra.

Tudo isso pode ser conferido no vídeo a seguir, gravado com boa qualidade de áudio e de som por um fã (de pseudônimo Murzbo) que estava acomodado no mezanino:

Os dois últimos shows do Sepultura nos Estados Unidos com Bruno Valverde na bateria acontecem nesta sexta-feira (08), no The Belasco, em Los Angeles, e no sábado (09), no The UC Theatre Taube Family Music Hall, em Berkeley.

Mais cedo, nesta sexta-feira, o Sepultura anunciou o adiamento de sua turnê pelo México, por conta do incidente com Eloy Casagrande. Nas próximas semanas a banda revelará as novas datas de sua turnê do álbum QuadraAté o momento, não há informação se a banda já tem um novo nome para substituir Eloy Casagrande enquanto o mesmo se recupera de sua grave lesão. Quanto a Bruno Valverde, o baterista desembarca no Brasil no próximo mês de maio para a turnê de Resonance (2021), primeiro álbum solo de seu parceiro de Angra, o baixista Felipe Andreoli.

Foto: Dante Lucca

 

A ROADIE CREW agora tem um canal no Telegram!

Participe para receber e debater as principais notícias do mundo do metal

https://t.me/roadiecrew

Compartilhe:
Follow by Email
Facebook
Twitter
Youtube
Youtube
Instagram
Whatsapp
LinkedIn
Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS

EXCLUSIVAS

ROADIE CREW #279
Março/Abril

SIGA-NOS

44,2k

57k

17,3k

1k

22,5k

Escute todos os PodCats no

PODCAST

ROADIE SHOP

SIGA-NOS

Cadastre-se em nossa NewsLetter

Receba nossas novidades e promoções no seu e-mail

Copyright 2024 © All rights Reserved. Design by Diego Lopes