fbpx
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

SLASH FEAT MYLES KENNEDY & THE CONSPIRATORS – São Paulo (SP)

31 de janeiro de 2024 – Espaço Unimed

Por Marcelo Gomes

Fotos: Bemilson Dos Santos

Com quatro shows marcados para o Brasil, Slash, o lendário guitarrista do Guns N’ Roses, se apresentou no Espaço Unimed em São Paulo no último dia 31 de janeiro (quinta-feira), ao lado de Myles Kennedy & The Conspirators, na turnê denominada “The River Is Rising”, que vem promovendo seu mais recente trabalho, “4”, lançado em 2022. O evento contou ainda com o Velvet Chains, banda americana que se apresentou recentemente na primeira edição do festival Summer Breeze Open Air Brasil em 2023.

Convidado especial para a turnê, o Velvet Chains subiu ao palco poucos minutos antes das 20h. Atualmente formado por Ro Viper (vocal), Nils Goldschimidt (baixo), Johnny Mayo (guitarra), John Von Boldt (guitarra) e Jason Hope (bateria), iniciaram a noite com “Wasted” e seguiram com músicas do EP “Morbid Dreams” de 2022, como “Back On Train” e “Last Drop”. Dos singles mais recentes de 2023, tocaram “Eyes Closed” e “Stuck Against The Wall”, e ainda incluíram uma nova chamada “Enemy” e um cover inusitado de “Suspicious Minds”, eternizado na voz do Elvis Presley. Apesar de curta, fizeram uma boa apresentação, e o público que ainda estava chegando pode conhecer um pouco do hard rock dos americanos.

Era chegada a hora de ver o icônico guitarrista de uma das maiores bandas de todos os tempos, agora em seu show solo e com sua lendária cartola, em ação. Apenas com um pano de fundo e amplificadores no palco, Slash, juntamente com Myles Kennedy (vocal), Todd Kerns (baixo e vocal), Brent Fitz (bateria) e Frank Sidoris (guitarra), começaram sem muitas cerimônias com “The River Is Rising” e muito hard rock. Assim como em “Driving Rain” e “Halo”, que mantiveram o ritmo lá em cima com os fãs respondendo entusiasmados a cada interação do vocalista Myles.

Sem anúncio veio a estreia da faixa “Too Far Gone” na turnê, que contou com a participação ativa dos backing vocals de Todd. “Back From Cali” já nos primeiros acordes foi cantada por todos, afinal é uma das mais conhecidas da carreira solo do guitarrista. A trinca que veio a seguir faz parte do álbum “4”: “Whatever Gets By You”, “C’est La Vie”, na qual Slash usou o talk box e fez um solo inconfundível até para os mais leigos, e “Actions Speak Louder Than Words”, não empolgaram tanto o público que parecia desconhecer as novas canções. Mas tudo mudou quando Myles chamou Todd Kerns para assumir os vocais em “Always On The Run”, de Lenny Kravitz. O groove desse som levanta até defunto e Slash atacou com vários improvisos cheios de wah-wah, fazendo deste um dos pontos altos do show.

A semi balada “Bent To Fly” veio para baixar a poeira. Seu início calmo e seu refrão intenso agradaram, ao contrário de “Sugar Cane”, na qual uma apatia era perceptível. Uma coisa estava ficando clara, as pessoas estavam esperando por músicas do Guns N’ Roses, e isso não iria acontecer, exceto por uma meio lado B mais à frente. Enquanto isso, mais sons da carreira solo como “Spirit Love”, com uma introdução que proporciona uma viagem ao Egito através do modo frígio. Isso sem falar no riff que traz toda uma malemolência característica. Agora se a canção conseguiu enfeitiçar alguém, tenho minhas dúvidas. Mudando bastante a dinâmica do show e resgatando aquele clima mais hard rock, tocaram “Speed Parade”, faixa do segundo álbum do Slash’s Snakepit, “Ain’t Life Grand” (2000). O som já começa com aquele riffão bem anos 80 e conseguiu alguma reação da plateia, que praticamente só acompanhava a execução das músicas.

O show estava uma montanha russa de emoções, às vezes mais pra baixo, como em “We Will Roam”, e depois voltava a subir, como em “Don’t Damn Me”, única canção do Guns N’ Roses no setlist que recebeu uma ótima interpretação do Todd Kerns nos vocais. Sem deixar a energia cair, acertaram na escolha de “Starlight”, agradando em cheio o público. O show vai ganhando ânimo e não foi diferente na versão de mais de 12 minutos de “Wicked Stone”, apresentando um solo do Slash que deixou todos de queixo caído, reafirmando o seu status de guitar hero.

O setlist seguiu mesclando material antigo com o novo, entre elas “April Fool” e “Fill My World”, do mais recente álbum “4”. Destaque para as mais antigas “Dr Alibi”, cantada por Todd, “You’re A Lie” e, para fechar essa parte do show, “World On Fire”, com mais um longo solo cheio de improvisos do Slash, além da apresentação da banda que teve até o ícone da cartola anunciando o Myles Kennedy. Nem precisa dizer que nesse momento a galera foi à loucura.

A volta para o bis foi com a surpreendente “Rocket Man” de Elton John, numa versão para lá de sensacional com o baterista Brent Fitz nos teclados, um roadie na bateria e Slash na steel guitar (guitarra tocada na posição horizontal e com slide). O bom gosto nos arranjos juntamente com a suavidade da voz de Myles capturaram a essência da música, deixando esse momento ainda mais especial. A despedida foi em clima de festa, Brent, que já usava a camiseta da seleção brasileira desde a primeira música, ganhou a companhia do Todd também trajando o manto para então darem início à explosiva “Anastasia”, que deixou os fãs extasiados e sedentos por mais.

Com aproximadamente 2h20 de show, Slash passeou por sua carreira explorando principalmente sua fase solo, já que o Guns N’ Roses continua na ativa. Tiveram momentos mais empolgantes e outros menos, mas longe de ser ruim. A performance da banda é excelente, independentemente da reação da plateia. Ouvir seu timbre inconfundível, os solos com sua marca registrada é presenciar a história do rock. Longe de ser um virtuoso, Slash imprimiu sua marca dentro do estilo e não deixa dúvidas que a guitarra ainda vive.

Velvet Chains – Setlist:

01) Wasted

02) Back On The Train

03) Enemy

04) Eyes Closed

05) Stuck Against The Wall

06) Suspicious Minds (Cover Elvis Presley)

07) Last Drop

08) Tattooed

 

Slash – Setlist:

01) The River Is Rising

02)  Driving Rain

03) Halo

04) Too Far Gone

05) Back from Cali

06) Whatever Gets You By

07) C’est La Vie

08) Actions Speak Louder Than Words

09) Always On The Run (Cover Lenny Kravitz)

10) Bent To Fly

11) Sugar Kane

12) Spirit Love

13) Speed Parade (Slash’s Snakepit c/ Todd Kerns no vocal)

14) We Will Roam

15) Don’t Damn Me (Guns N’ Roses c/ Todd Kerns no vocal)

16) Starlight

17) Wicked Stone

18) April Fool

19) Fill My World

20) Doctor Alibi (c/ Todd Kerns no vocal)

21) You’re A Lie

22) World On Fire

23) Rocket Man (Cover Elton John)

24) Anastasia

Siga o canal “Roadie Crew” no WhatsApp:

https://whatsapp.com/channel/0029VaDAMivHQbSBJR6hmy45

Compartilhe:
Follow by Email
Facebook
Twitter
Youtube
Youtube
Instagram
Whatsapp
LinkedIn
Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS

EXCLUSIVAS

ROADIE CREW #278
Janeiro/Fevereiro

SIGA-NOS

43,2k

57k

17,4k

1k

22,3k

Escute todos os PodCats no

PODCAST

ROADIE SHOP

SIGA-NOS

Cadastre-se em nossa NewsLetter

Receba nossas novidades e promoções no seu e-mail

Copyright 2024 © All rights Reserved. Design by Diego Lopes