fbpx
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

Com exclusividade, DAVID ELLEFSON fala da experiência como vocalista em música do DIETH

Desde Killing is My Business… And Business is Good! (1985), o baixista David Ellefson sempre colaborou com vocais de apoio, porém, embora tenha em seu currículo inúmeros discos gravados, seja com o próprio Megadeth ou com seus incontáveis projetos, ele nunca havia atuado como vocalista principal em alguma música. No mais recente álbum do MegadethThe Sick, The Dying… And The Dead!, haveria uma música em que pela primeira vez Ellefson teria a chance de assumir o microfone, no entanto, com sua demissão da banda, o líder Dave Mustaine não apenas contratou Steve DiGiorgio para regravar as linhas de baixo que já estavam todas finalizadas, quanto limou a ideia de ter a voz do ex-parceiro assumindo o protagonismo em uma música. Não demorou muito e, passando por cima da frustração, Ellefson finalmente pôde mostrar sua performance como cantor, na música Walk with Me Forever, do recém lançado álbum de estreia de sua nova banda, o Dieth. Em entrevista exclusiva para a ROADIE CREWEllefson contou ao repórter Daniel Dutra como foi a experiência: 

“O death metal é um estilo muito foda, mas só agora estou aprendendo, então calma lá! (risos) Acho engraçado como tantas pessoas conseguem simplesmente cantar ou tocar assim (risos), mas eu não posso porque não é natural para mim. Cresci pensando em cantar limpo, ouvindo rock dos anos 70, bandas como StyxKISSAerosmith, e o Steven Tyler até tem um pouco de sujeira na voz, mas obviamente nada como death metal. Sempre gravitei nessa atmosfera da voz limpa… Ah! Também tem o Van Halen, porque fiquei deslumbrado com as harmonias vocais quando ouvi o primeiro disco deles. Na minha opinião, as harmonias vocais do Van Halen são tão importantes quando qualquer outra parte do som do grupo, incluindo as guitarras do Eddie. Quando comecei, eu costumava ser o vocalista das minhas bandas, não apenas o baixista. O início foi como vocalista, baixista e compositor, embora tocássemos mais covers porque era assim que conseguíamos shows. Quando se canta música dos outros, não dá para encontrar sua própria voz, que só aparece quando você começa a compor o próprio material. No Megadeth, fui eu quem fez o Dave ser o vocalista. Disse a ele: ‘Você está escrevendo as letras, está contando as histórias, então quem melhor do que você para cantá-las? É uma questão de saber o seu lugar, também. O Megadeth não era uma banda para eu ser o vocalista, mas agora é o momento perfeito, e, sendo franco, a afinação que usamos, o dó, é perfeita para mim. É bem no meu alcance, especialmente na minha idade (N.R.: 58 anos), então não somos uma banda que precisa baixar a afinação, afinal, ela já está bem baixa (risos). Não está muito longe da minha voz falada, como você está ouvindo agora”.

Confira o clipe de Walk With Me Forever, que marca a estreia de David Ellefson como vocalista principal em uma música: 

Walk With Me Forever faz parte do álbum de estreia do Dieth, intitulado To Hell and Back. O Dieth é uma banda de death metal que além de David Ellefson conta com o brasileiro Guilherme Miranda (ex-Entombed A.D.) na guitarra e vocal e com o baterista polonês Michał Łysejko (ex-Decapitated).

A entrevista completa com David Ellefson você confere na nova edição da ROADIE CREW, #275. Para adquirir essa ou outras edições ou mesmo fazer a sua assinatura, acesse nossa loja AQUI ou entre em contato pelo telefone (11) 96380-2917 (whatsapp).

 

Compartilhe:
Follow by Email
Facebook
Twitter
Youtube
Youtube
Instagram
Whatsapp
LinkedIn
Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS

EXCLUSIVAS

ROADIE CREW #279
Março/Abril

SIGA-NOS

44,2k

57k

17,3k

1k

22,5k

Escute todos os PodCats no

PODCAST

ROADIE SHOP

SIGA-NOS

Cadastre-se em nossa NewsLetter

Receba nossas novidades e promoções no seu e-mail

Copyright 2024 © All rights Reserved. Design by Diego Lopes