fbpx
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

EDU FALASCHI – São Paulo (SP)

27 de janeiro de 2024 – Tokio Marine Hall

Por Marcelo Gomes

Fotos: André Santos

Praticamente 1 ano após o encerramento da turnê de “Vera Cruz” no mesmo Tokio Marine Hall, Edu Falaschi retornou à tradicional casa paulistana no último dia 27 de janeiro (sábado) para lançar o segundo álbum da trilogia da saga de Jorge, “Eldorado” (2023), com uma megaprodução cenográfica e convidados especiais. Mais uma vez, o público paulistano compareceu em peso para prestigiar o vocalista e sua banda na estreia do novo disco em São Paulo.

Eram 22h08 quando a introdução “Quetzalcóatl” começou a ecoar e logo que Aquiles Priester (bateria) foi avistado, teve seu nome gritado. Assim foram chegando Fabio Laguna (teclado), Rafael Dafras (baixo), Diogo Mafra (guitarra), Edu Falaschi (vocal) e a pergunta que ficou no ar, cadê o Roberto Barros na outra guitarra? O show começou com a energética “Live And Learn” dos tempos de Angra, agitando a casa que estava tomada. Ao final, Edu explicou a ausência de Roberto, colocando um vídeo nos telões com ele explicando seu desfalque devido a uma enfermidade no joelho agravada por uma bactéria. Então Falaschi aproveitou para apresentar o novato de 23 anos, Victor Franco, que teria a árdua tarefa de segurar as partes de guitarra de Kiko Loureiro e Roberto Barros.

A noite estava apenas começando e vieram mais dois clássicos de sua ex-banda, “Acid Rain” e “Waiting Silence”, que tiraram o público do chão e tiveram os backing vocals de Fabio Caldeiras e Juliana Rossi bem destacados. Para quem estava com dúvida, a dupla de guitarras fez bem a lição de casa e soou afinadíssima durante a performance. Sem anúncio, “Sacrifice”, a primeira da noite do mais recente trabalho, empolgou e teve excelente participação do público, principalmente no refrão. Seguiram com “Millennium Sun”, com Edu mostrando sua ótima forma vocal, sendo aplaudido logo no início por sua bela atuação.

Com o primeiro convidado da noite, Fábio Lima nos violões, tocaram a única do Vera Cruz do set. E não foi qualquer uma, “Land Ahoy”, que já ganhou status de clássico entre os fãs. Não discordo, é uma verdadeira epopeia que faz o ouvinte viajar durante suas diferentes partes. O único ponto negativo foi quando os canhões de fumaça eram acionados, pareciam um bife numa chapa quente, interferindo demais no som. Tirando isso, depois dessa maravilhosa viagem, veio a pancadaria com “The Temple Of Hate”, na qual a banda se mostrou muito entrosada. O reconhecimento veio com todos gritando o nome de Edu.

Uma ligeira mudança na cenografia, agora com uma figura asteca atrás da bateria, deu sequência a mais uma do álbum “Eldorado”, a rápida “Tenochtitlán”, um power metal na velocidade da luz para nenhum fã botar defeito. Ao final, Falaschi fez questão de falar dos momentos apreensivos com a ausência de Roberto Barros e demonstrou alívio ao encontrar Victor Franco, que estava fazendo um excelente trabalho. Para acalmar os ânimos, veio a balada “Bleeding Heart”, que foi executada sob as luzes dos celulares a pedido de Edu. O vocalista falou que iria mostrar para o Calcinha Preta (banda de forró que fez uma versão da música em português) como o público de São Paulo era forte.

Com o retorno de Fábio Lima ao palco, tocaram “Senõres Del Mar (Wield The Sword)”. Inicialmente foi anunciada a participação de José Andrea, vocalista espanhol do Mago de Oz que não apareceu. Sendo assim, Edu fez todas as partes da música, inclusive as partes em espanhol, enquanto Fábio provou por que é um dos maiores violonistas da atualidade, agora se arriscando pelo flamenco. O cara incorpora cada estilo de forma impressionante, encantando os ouvintes.

Tiveram também um live debut da faixa “Eldorado” com direito a gravação de videoclipe. Rolou até um mini ensaio antes para as palmas ficarem no ritmo. Com a participação ativa dos fãs, certamente o resultado final do vídeo dará uma clara noção do que foi o show em São Paulo. Enfim, era chegada a hora mais esperada da noite, a participação do norueguês Roy Khan (Conception e ex-Kamelot), que foi apresentado como “a voz de Deus” por Edu e quem poderia imaginar que um dia iria ouvi-lo cantando um clássico do Angra? Isso aconteceu em “Heroes Of Sand” e deixou muitos marmanjos emocionados, até porque Roy começou cantando a primeira parte seguida por um dueto com Edu e não parou por aí, Roy cantou sozinho um trecho de “Cry” do Conception em seguida e fez um dueto com Edu em “Center Of The Universe”. Os fãs pareciam não estar acreditando no que viam. Depois de tantos anos sem pisar no Brasil, finalmente os fãs tiveram a chance de vê-lo nesse momento épico, dava para sentir a satisfação no olhar das pessoas – vale lembrar que o Conception se apresentará pela primeira vez no Brasil em março.

O show caminhava para o fim, a introdução “Deus Le Volt!” denunciava o que estava por vir, a clássica “Spread Your Fire” do aclamado “Temple Of Shadows” (2004). Edu foi ovacionado novamente e parou para agradecer a presença de todos e apresentar a banda. Com a recepção calorosa, continuaram com “Rebirth”, contando com Fábio Lima nos violões. Nesse momento, o Tokio Marine Hall virou uma só voz, se transformando num grande coral. Com Aquiles usando sua tradicional máscara de polvo, aparentemente, a apresentação chegaria ao fim com “Nova Era”. Chegaram a se despedir e tirar as famosas fotos de fim de show, mas o público ainda queria mais. Os pedidos por “Pegasus Fantasy” foram incessantes. Atendendo aos pedidos, Edu retorna ao palco com a guitarra de Diogo Mafra e começa a tocar “Wish You Were Here” do Pink Floyd. Fábio Lima se junta a esse improviso e então fazem uma versão acústica de “Pegasus Fantasy” que não estava prevista no setlist, para delírio da galera. Fecharam com chave de ouro essa apresentação fantástica.

Com aproximadamente 2h15 de show, Edu Falaschi conseguiu proporcionar aos fãs um grande espetáculo, com uma produção muito acima do que se vem fazendo dentro do metal brasileiro. A casa lotada é o reflexo do trabalho bem feito que vem realizando desde a cenografia no palco, os convidados especiais e uma super banda que, combinados, entregam uma experiência memorável ao público. Fique ligado, pois Edu promete mais novidades para 2024 que certamente serão imperdíveis!

Edu Falaschi – Setlist:

01) Live And Learn

02)  Acid Rain

03) Waiting Silence

04) Sacrifice

05) Milennium Sun

06) Land Ahoy (c/ Fabio Lima)

07) The Temple Of Hate

08) Tenochtitlán

09) Bleeding Heart

10) Senõres Del Mar (Wield The Sword)

11) Eldorado

12) Cry / Center Of The Universe (c/ Roy Khan)

13) Spread Your Fire

14) Rebirth (c/ Fabio Lima)

15) Nova Era

16) Wish You Were Here (Pink Floyd)

17) Pegasus Fantasy (Make UP)

Siga o canal “Roadie Crew” no WhatsApp:

https://whatsapp.com/channel/0029VaDAMivHQbSBJR6hmy45

Compartilhe:
Follow by Email
Facebook
Twitter
Youtube
Youtube
Instagram
Whatsapp
LinkedIn
Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS

EXCLUSIVAS

ROADIE CREW #278
Janeiro/Fevereiro

SIGA-NOS

43k

57k

17,4k

1k

22,3k

Escute todos os PodCats no

PODCAST

ROADIE SHOP

SIGA-NOS

Cadastre-se em nossa NewsLetter

Receba nossas novidades e promoções no seu e-mail

Copyright 2024 © All rights Reserved. Design by Diego Lopes