fbpx
Roadie News

HANSI KÜRSCH rompe com JON SCHAFFER e abandona o projeto DEMONS & WIZARDS

E o que era de se imaginar aconteceu. Mediante ao episódio da invasão de Jon Schaffer ao capitólio, ocorrido no dia 6 de janeiro deste ano, que culminou com a prisão do guitarrista americano de 52 anos, que reside em Edimburgo, Indiana, e que agora está enfrentando seis acusações criminais federais depois que foi acusado de pulverizar um policial com um repelente de urso à base de pimenta, o vocalista alemão Hansi Kürsch (Blind Guardian) comunicou que não irá mais manter a parceria com o mesmo no Demons & Wizards.

Hansi Kürsch

Ontem, 1 de fevereiro, em nota o cantor garantiu que está deixando o projeto que ambos iniciaram em 1998, dizendo:

“Notifiquei Jon e a Century Media na segunda-feira que estava deixando o projeto Demons & Wizards de imediato. Minha colaboração com Jon no Demons & Wizards acabou”.

No mês passado, a Century Media removeu o Demons & Wizards e o Iced Earth de suas páginas de atuais e ex-artistas, mas se recusou a comentar oficialmente o assunto. Porém, o fato de Kürsch ter informado a gravadora de sua saída do Demons & Wizards sugere que eles podem ainda não ter sido retirados oficialmente de seu cast.

O último álbum de estúdio que Schaffer e Kürsch lançaram com o Demons & Wizard foi III, que saiu no dia 21 de fevereiro do ano passado. Os dois primeiros foram Demons & Wizards (1999) e Touched by the Crimson King (2005).

Schaffer ainda estava detido na Cadeia do Condado de Marion na manhã de sexta-feira (29 de janeiro), uma semana depois que o juiz Mark Dinsmore, do Distrito Sul de Indiana, dos Estados Unidos, assinou uma ordem para que o músico comparecesse ao tribunal distrital de DC.

Durante a insurreição, Jon foi fotografado usando um boné da Oath Keepers Lifetime Member, segurando um recipiente com spray de urso e “se envolvendo em altercações verbais com a Polícia do Capitólio dentro do prédio”, de acordo com uma declaração federal dos fatos em seu caso.

Os Oath Keepers se descrevem como uma associação de ex-policiais e militares dedicados a “apoiar e defender a Constituição contra todos os inimigos estrangeiros e domésticos”. Mas a Liga Anti-Difamação a descreve como “uma grande, mas vagamente organizada coleção de extremistas de direita antigovernamentais que fazem parte do movimento miliciano, que acredita que o governo federal foi cooptado por uma conspiração obscura que está tentando despir cidadãos americanos de seus direitos”.

Dois dias após a insurreição, os demais membros do Iced Earth emitiram uma declaração, sem mencionar o nome de Schaffer, opondo-se à violência e destruição de propriedade no edifício do Capitólio dos Estados Unidos.

“Distanciamos-nos expressamente de qualquer tipo de violência, independentemente se aplicada contra instituições ou pessoas. Os incidentes serão investigados exaustivamente e os responsáveis serão levados à justiça. Pedimos a sua compreensão de que, tendo em vista a situação das notícias de hora em hora, não faremos mais comentários no momento”, disseram.

Jon Schaffer está detido na Cadeia do Condado de Marion desde que se entregou à polícia no dia 17 de janeiro. Ele fez sua primeira aparição no tribunal no dia seguinte.

 

Edições avulsas, assinatura física e digital.

Conheça a nossa Roadie Crew Shop – acesse www.roadiecrew.com/roadie-shop

Apoie nosso jornalismo com uma contribuição de qualquer tamanho.
Seu apoio ajuda a continuarmos melhorando o conteúdo do site com entrevistas exclusivas, resenhas de shows, notícias e artigos. Toda contribuição, por maior ou menor que seja, é muito valiosa para nós. Clique em Doações

Recomendamos Para Você

Fechar
Fechar