fbpx
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

IAN ANDERSON (JETHRO TULL) tem uma doença incurável no pulmão e diz estar com os dias contados

Ian Anderson revelou que está sofrendo de DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica) e que foi diagnosticado há alguns anos. O líder do Jethro Tull fez comentários no novo episódio de The Big Interview, de Dan Rather, que será transmitido amanhã (13 de maio) à noite, na TV AXS, às 21 horas (horário de Brasília).

Em um trailer do programa (assista abaixo), Anderson diz: “Vou contar uma coisa que nunca contei a ninguém em público antes: estou sofrendo de uma doença pulmonar incurável, que foi diagnosticada há alguns anos”, revelou.

“Eu luto. Tenho o que é chamado de exacerbações – períodos em que eu ganho uma infecção, que se transforma em bronquite grave, e eu tenho, talvez, duas ou três semanas em que realmente é um trabalho difícil sair por aí no palco e tocar”.

“Dedos cruzados, fiquei 18 meses sem exacerbação e estou tomando medicação. Se eu for mantido em um ambiente razoavelmente livre de poluição em termos de qualidade do ar, aceito. Mas meus dias estão contados. Ainda não está no ponto em que isso afeta o meu dia a dia – ainda posso correr até o ônibus”.

Ian Anderson ao vivo com o Jethro Tull no último dia 29 de fevereiro, em Madrid, na Espanha | Foto: Ricrdo Rubio/Europa Press via Getty Images

Questionado sobre qual é o prognóstico, Anderson responde: “Lute até o fim – continue usando tanto de seu poder pulmonar quanto você tiver a sorte de ter e empurre-o ao limite o tempo todo. No momento em que você se recosta e diz: ‘Não posso mais fazer isso’, é uma ladeira escorregadia. A resposta é continuar pressionando”, desabafou.

Perguntado sobre como a doença é chamada nos círculos médicos, Anderson responde: “Popularmente chamado de DPOC, onde você perde parte da capacidade dos pulmões de fornecer oxigênio o suficiente. Passo 50 anos da minha vida no palco entre aquelas coisas miseráveis que chamo de máquinas de fumaça. Hoje, elas, educadamente, são tratadas como perigosas, como se fossem de alguma forma inocentes e sem danificar seus pulmões. Realmente acredito que essa é uma parte muito significativa do problema que tenho”, explicou.

Na entrevista, Anderson também aborda uma variedade de assuntos, incluindo seu trabalho de conscientização sobre as mudanças climáticas, a nova biografia The Ballad of Jethro Tull e como Eric Clapton o inspirou a se tornar um flautista.

Compartilhe:
Follow by Email
Facebook
Twitter
Youtube
Youtube
Instagram
Whatsapp
LinkedIn
Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS

EXCLUSIVAS

ROADIE CREW #279
Março/Abril

SIGA-NOS

45k

57k

17,3k

989

22,6k

Escute todos os PodCats no

PODCAST

ROADIE SHOP

SIGA-NOS

Cadastre-se em nossa NewsLetter

Receba nossas novidades e promoções no seu e-mail

Copyright 2024 © All rights Reserved. Design by Diego Lopes

plugins premium WordPress