fbpx
EntrevistasRoadie News

KILLSWITCH ENGAGE aportando no Brasil

Banda toca no Dream Festival em São Paulo

Entre a expectativa de apresentar o seu oitavo disco, Atonememt para os fãs e a vontade de comer um bom açaí, o bem-humorado guitarrista e produtor Adam Dutkiewicz conversou com exclusividade para a ROADIE CREW sobre a apresentação que o Killswitch Engage, um expoente do metalcore há quase duas décadas, prepara para Dream Festival que acontece neste sábado em São Paulo. Confira o papo com Dutkiewicz que começa aqui e se desenvolve na próxima edição da revista ROADIE CREW.

Como estão os preparativos para a apresentação deste sábado no Dream Festival?

Adam Dutkiewicz: Cara, vamos beber várias cervejas e nos divertir. Espero fãs cheios de energia para a festa.

A banda já fez algumas apresentações promovendo Atonement. Como está sendo a reação dos fãs ao vivo?

Adam: Vendo sendo ótima. Tocar novas músicas sempre gera tensão e nervosismo porque eu não sei se as pessoas gostarão delas ou não. De qualquer forma, as novas músicas estão sendo muito bem recebidas. Da para ver isso pelas pessoas acompanhando as letras. É quase um alívio para ser honesto com você, pois você quer que os fãs gostem do novo material. Ver que a galera está curtindo a música nos deixa feliz!

Mesmo depois de tanto tempo de estrada você ainda fica apreensivo com a reação dos fãs?

Adam: Com certeza. Você nunca sabe como será. É estranho, pois mostrar novas músicas para os fãs é como se você estivesse se expondo. Você apenas tem a esperança de que as pessoas gostem.

O Dream Festival traz atrações distintas onde os diferentes estilos do Killswitch Engage, Turilli/Lione Rhapsody, Sabaton e Dream Theater. Como você enxerga essa diversidade?

Adam: Claro que todas as bandas são diferentes de nós, mas eu acho que pode ser legal para as pessoas, pois com as mudanças elas não têm que ficar escutando o mesmo estilo de música durante o dia. Ter esses diferentes estilos de metal durante o evento é legal e mantém as coisas renovadas.

A vinda do Killswitch Engage fez com que os seus fãs por aqui pedissem por uma turnê brasileira. Existe essa possibilidade ou a banda já completou a agenda de 2020?

Adam: Não estamos completamente agendados para o próximo ano. Estamos empolgados com o show em São Paulo, mas certamente seria legal fazer uma turnê completa. O país é definitivamente um local com shows cheios de energia e ótimos fãs.

Tem algo que você gostaria de fazer em nosso país que ainda não tenha feito?

Adam: Eu adoro comer o açaí de verdade quando estou no Brasil e não aquela mentira que temos nos Estados Unidos (risos). Ele é muito bom. Eu não como muita carne, mas é claro que a carne daí de grande qualidade.

Recomendamos Para Você

Fechar
Fechar