fbpx
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

MARK FARNER – 10 de maio de 2019, São Paulo/SP

Quando se fala do nascimento e da evolução do rock pesado, é impossível não mencionar o valor e o pioneirismo das bandas inglesas. Afinal, sem todo aquele movimento encabeçado primeiro por Beatles e Rolling Stones, e depois seguido por Deep Purple, Led Zeppelin e finalmente Black Sabbath, talvez hoje nem estivéssemos aqui, falando sobre Rock And Roll. Mas, se os ingleses fizeram por merecer nossas reverências eternas e o seu lugar de honra na história da música, nós não podemos deixar de lembrar os grandes nomes que começaram a trilhar o caminho da música pesada do outro lado do Oceano Atlântico, bandas que ousaram toda uma nova experiência musical e estética que viria a afetar não apenas a forma como concebemos a música, mas, em alguns casos, até o próprio ‘way of life’ tipicamente americano, como aconteceu com o lendário Alice Cooper, seja com sua antiga banda, seja em carreira solo. Ao lado da ‘Gloriosa Tia Alice’, jamais poderíamos deixar de citar outras três bandas entre os grandes precursores do rock pesado das Américas: Blue Cheer, Mountain, e claro, o Grand Funk Railroad.

Enquanto o Blue Cheer arranhava o soalho do heavy metal com seu álbum de estreia, Vincebus Eruptum (1968), o Mountain redefinia o sentido de ‘riff pesado’ em seu grande hit, Mississipi Queen, que ajudou o álbum de estreia, Climbing! a alcançar a posição 17 na Billboard 200. Certo, e o que fez o Grand Funk Railroad, de Don Brewer (bateria), Mel Schacher (baixo) e Mark Farner (vocal e guitarra)? Simples, eles ajudaram a transformar os Estados Unidos na nação do Rock And Roll, com uma coleção tão grande de hits que qualquer um de seus álbuns de estúdio parece uma coletânea, tamanha é a qualidade das composições.

Portanto, para muitos daqueles que foram até o Teatro Gamaro, na última sexta-feira, aquela era uma oportunidade não apenas de cantar e vibrar ao som de uma das mais conhecidas vozes do rock em todos os tempos, mas de viajar de volta no tempo, e de certa forma, vivenciar as canções que ajudaram a transformar o caráter da música que amamos neste lado do mundo. Sim, havia muita emoção no ar, havia um clima saudosista, e havia a esperança de que esta noite fosse de fato a celebração que imaginávamos.

E, convenhamos, Mark Farner nunca decepciona. Desde aqueles tempos em que brilhava nos palcos ao lado da banda que ajudou a consagrar, o vocalista/guitarrista é conhecido por sua performance enérgica, que veja, foi considerada desengonçada e pouco graciosa nos anos 70, o que fez muitos críticos piadistas da época dizerem que a banda fazia valer o nome, já que realmente ‘parecia um trem descarrilhado’. Pois bem, foi realmente como um trem descarrilhado que ele subiu ao palco nesta nova passagem por São Paulo, e foi assim que logo de cara cativou todos os presentes com Are You Ready, faixa de abertura do primeiro álbum do Grand Funk Railroad, On Time (1969) e que sempre foi a favorita para abrir os shows do grupo.

Confesso que, ao olhar para o palco e ver aquela figura simples e carismática, usando um jeans surrado e empunhando uma guitarra enquanto cantava o seu mais antigo hit para uma plateia em um outro hemisfério, exatos cinquenta anos depois de seu lançamento, fiquei imaginando o filme que passava na cabeça de Farner. Será que era a lembrança de estar tocando esta mesma música no primeiro grande show do Grand Funk Railroad (no Atlanta International Pop Festival, em 1969) que lhe trazia o sorriso aos lábios, ou era a pura e enérgica vibração da plateia paulistana que o fazia emocionar, já na primeira canção da noite?

Bem, se eu não exagerei anteriormente a qualidade e a relevância da antiga banda de Mark Farner (e pode apostar que até peguei leve), você pode imaginar que ‘empilhar’ uma coleção de clássicos era apenas uma questão de deixar o tempo passar e a música fluir. Exatamente isso, em um show de Mark Farner, simplesmente deixe a música fluir, esqueça o relógio, o tempo não é nada para um artista que parece ter poder sobre o tempo e os seus efeitos. Rock & Roll Soul, Footstompin’ Music, Aimless Lady, Paranoid, essas músicas são exemplos de como a arte é mais forte do que o tempo, e ali, naquele momento, nós todos nos sentíamos parte da história e no inevitável curso das areias do tempo.

Se tudo isso não bastava ainda para nos sentirmos como uma unidade, como um todo que pelo menos em um momento esquece suas diferenças políticas, ideológicas e culturais em nome da pura diversão e paixão musical, Farner e seus talentosos companheiros conseguiram nos retirar do mundo das mídias sociais, brigas fúteis e boletos a pagar com o hino We’re An American Band. As linhas de guitarra características, a ótima melodia vocal, e um refrão simples e grudento, todos os elementos que tornam esta canção um dos maiores hits da música norte-americana se apresentaram como um turbilhão de classe, categoria e devoção, não apenas testemunhada, mas compartilhada por uma plateia à beira da histeria. Sem brincadeira, o refrão foi cantado tão forte e por tantas vozes convictas que naquele momento, todos nos sentimos um só, não éramos mais a plateia, nós éramos uma banda americana, aquele show era nosso também!

Mesclando tantos sentimentos, víamos a noite passar como em sonho, enquanto Farner desfilava seu repertório clássico e imbatível. Casais se abraçavam com Heartbreaker (que coisa confusa, hein?), e o mundo ganhava um novo sentido e graça sob os acordes de Some Kind Of Wonderful e I’m Your Captain (Closer To Home), que tiveram a missão de encerrar uma noite perfeita e memorável. Precisamos de mais noites assim. Onde possamos simplesmente esquecer tudo de ruim e estranho no mundo, onde possamos deixar nossos medos e angústias de lado, e por alguns instantes, simplesmente nos entregar para algo bobo e divertido, como tentar uma nova dança (Come on baby, do the loco-motion…).

Compartilhe:
Follow by Email
Facebook
Twitter
Youtube
Youtube
Instagram
Whatsapp
LinkedIn
Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS

EXCLUSIVAS

ROADIE CREW #278
Janeiro/Fevereiro

SIGA-NOS

43,2k

57k

17,4k

1k

22,3k

Escute todos os PodCats no

PODCAST

ROADIE SHOP

SIGA-NOS

Cadastre-se em nossa NewsLetter

Receba nossas novidades e promoções no seu e-mail

Copyright 2024 © All rights Reserved. Design by Diego Lopes