fbpx
Roadie News

Morre LEE KERSLAKE, baterista do URIAH HEEP e de OZZY OSBOURNE

Aos 73 anos de idade, após uma longa batalha contra um câncer na próstata, morreu Lee Kerslake, nesta madrugada de sexta para sábado. O baterista tocou em muitos álbuns do Uriah Heep e nos clássicos dois primeiros álbuns de Ozzy Osbourne, Blizzard Of Ozz – que amanhã (20 de setembro) completa 40 anos – e Diary Of A Madman (1981).

A confirmação da notícia foi dada pelo ex-parceiro de Lee no Uriah Heep, Ken Hensley, que declarou: “É com o coração mais pesado que compartilho com vocês que Lee Kerslake, meu amigo há 55 anos e o melhor baterista com quem já toquei, perdeu a batalha contra o câncer às 03h30 desta manhã. Ele morreu pacificamente, louvado seja o Senhor, mas sua falta será terrivelmente sentida. Sei que muitos de vocês estavam orando para que ele não sofresse e agradeço por isso, e agora que Lee está em paz, nossos pensamentos e orações devem se voltar para sua esposa, Sue, que precisará de todo o apoio que puder obter neste momento”.

Lee Kerslake, observando seus companheiros de Uriah Heep em uma descontraída sessão de fotos | Foto: Divulgação

Lee Kerslake nasceu em 1947 em Dorset, no oeste da Inglaterra. Sua primeira banda foi o The Gods, cuja formação, em várias ocasiões incluiu o futuro Rolling Stones Mick Taylor, o citado tecladista Ken Kensley e o baixista Greg Lake. Kerslake tocou nos dois álbuns da banda, Genesis e To Samuel A Son.

Em 1998, Kerslake processou Ozzy para obter uma parcela de royalties melhorada sobre os discos que gravou com o Madman. Em 2002, suas partes de bateria foram totalmente removidas e regravadas quando os dois álbuns foram reeditados.

Lee Kerslake, segundo da esquerda para a direita, na banda de Ozzy Osbourne, junto com o Madman, o também saudoso Randy Rhoads e Bob Daisley, durante as gravações de “Blizzard of Ozz” | Foto: Fin Costello / Redferns)

Em 2007, Lee deixou o Uriah Heep devido à problemas de saúde e em 2014 foi diagnosticado com câncer de próstata. Sua última apresentação com a banda aconteceu em dezembro de 2018, quando ele se juntou à eles no palco em Londres, adicionando percussão e backing vocals para a música Lady in Black.

Em janeiro de 2019, Lee participou de uma cerimônia no Hall of Heavy Metal History, em Annaheim, Califórnia, onde foi presenteado com um par de Discos de Platina por seu trabalho com Ozzy. Lee voou do Reino Unido para a Califórnia para receber os prêmios após ter recebido de seus médicos a afirmação de meses de vida. Segundo especulações, ele teria escrito à Ozzy e Sharon Osbourne para solicitar o reconhecimento. “Gostaria de colocar alguns deles na parede antes de morrer”, disse ele. “Está na minha lista de desejos”.

Edições avulsas, assinatura física e digital.

Conheça a nossa Roadie Crew Shop – acesse https://roadiecrew.com/roadie-shop

Apoie nosso jornalismo com uma contribuição de qualquer tamanho.
Seu apoio ajuda a continuarmos melhorando o conteúdo do site com entrevistas exclusivas, resenhas de shows, notícias e artigos. Toda contribuição, por maior ou menor que seja, é muito valiosa para nós. Clique em Doações

Recomendamos Para Você

Fechar
Fechar